Os céus proclamam a glória de Deus!

D. Irineu Rezende Guimarães, OSB *

O Salmo 18 nos diz o quanto a natureza manifesta a perfeição divina: “Os céus proclamam a glória do Senhor e o firmamento a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem a noite à noite publica esta notícia.” (Sl 18,2-3). Ele nos fala de um anuncio e de um conhecimento que são feitos sem os meios tradicionais de comunicação – a voz, a linguagem o discurso, e entretanto não são sem eficácia: “não são discursos frases ou palavras e não são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda

Mergulho na sarça ardente

Na entrada de cada igreja seria bom se nos deparássemos com Moisés tirando as sandálias, atitude fundamental de quem entra em um lugar sagrado. Não um preceito moralizante, não um peso e uma obrigação: uma sugestão. Cada um descobriria o que é a sua sandália e porque deve ser retirada. Essa é a atitude fundamental dos muçulmanos até hoje. Essa é a atitude dos irmãos evangélicos que guardam a roupa melhor para ir ao culto, como o centro de suas vidas. A igreja é um lugar sagrado. e deve ser diferente de

A oração pura

Silouane *

Aprende a humildade do Cristo.
Então o Senhor te permitirá saborear a doçura da oração.
Se procuras a ‘oração pura’
Confessa sinceramente teus pecados.
Então a oração pura não te abandonará mais.
Obedece,

Uma questão: os símbolos

Ir. Paula Ramos, OSB

Difundiu-se bem rapidamente entre as pessoas interessadas em realizar uma Liturgia que seja ativa, consciente e frutuosamente participada, a idéia da utilidade dos símbolos. O que não se difundiu concomitantemente foi a noção apropriada do que seja um símbolo. Começou-se então, arbitrariamente, a dar o nome de símbolo à maior diversidade de objetos. Muitos desses objetos estavam privados de qualquer força simbólica ou evocativa. Ou então faziam-se as ligações mais inesperadas e inadequadas entre

Caminhando pelo Advento

Ir. Andréa da Santíssima Trindade, OSB

No artigo anterior enumeramos a presença de dois elementos fundamentais, que, juntos, edificam a vida de fé da Igreja.Segundo as Catequeses Mistagógicas, de S.Cirilo de Alexandria, catequese e liturgia têm funções constitutivas básicas para a vida do cristão.Nas Catequeses a experiência de fé era considerada pela comunidade primordial para o aprendizado e nesse processo, liturgia e educação aconteciam em estreita ligação.

Ano de 2006

QUARESMA
Apesar de não ser uma prática religiosa comum na nossa região, nas celebrações da Via-Sacra, nas 6ªs.-feiras, tivemos a presença de alguns vizinhos e jovens da Linha Travessa.

MAIO
Dia 5. Ir. Maria Teresa Barbosa, que está conosco desde outubro, terminando o seu tempo de Profissão Temporária no Mosteiro de Nossa Senhora das Graças, faz os votos trienais para o “Tempo de Provação” para nosso Mosteiro.

Ano de 2005


NOVEMBRO
Dia 20. Inauguração do Novo Mosteiro, na Linha Travessa, na Solenidade de Cristo Rei. A Eucaristia é concelebrada por D. Emanuel Xavier Oliveira de Almeida, Prior do Mosteiro de Santa Cruz de Brasília, D. Marcelo Barros, Prior do Mosteiro da Anunciação do Senhor, da Cidade de Goiás, Pe. Guido Vogt, Vice-Reitor do Seminário de Filosofia de Santa Cruz, Pe. Márcio Queiroz Miranda, Pe. Pedro Mörschberger, da Fraternidade Apostólica do Anúncio da Palavra, Pe. Marcelo Rezende Guimarães, Monge do Mosteiro da Anunciação da Cidade de Goiás, sendo acólitos os D. Damaso Lemos da Silva, Ir. Adalberto Savicki, monges do Mosteiro de Ponta Grossa e o Ir. Ruy Paulo de Oliveira, monge do Mosteiro Cisterciense de Nossa Senhora e São Bernardo de São José do Rio Pardo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...